Qual a função do baixo numa banda?

Salve meus amigos músicos, baixistas e aspirantes a baixista, meu nome é Alexandre Panta e hoje vou falar sobre a função do baixo numa banda.

Com isso, a partir de agora começaremos aqui no Clube do Músico o nosso conteúdo sobre o contrabaixo elétrico, onde abordarei uma diversidade de temas relacionados ao instrumento com o intuito de sanar as dúvidas mais corriqueiras de quem está procurando um Curso de Baixo ou mesmo já está cursando.

Neste primeiro artigo iremos entender qual a real função do baixo em uma banda e o que de fato um baixista deve fazer para conseguir tocar de maneira mais segura e precisa, de forma que o baixo seja imprescindível e uma espécie de assinatura na sonoridade da sua banda.

Função do baixo numa banda

Primeiramente precisamos entender que a função do baixo primária é CONDUZIR a música, sempre buscando o entrosamento ideal com os demais instrumentos, seja bateria, guitarra, violão, piano, teclado, etc.

Usualmente o principal companheiro do baixista - em qualquer estilo musical - é o baterista. Torna-se primordial prestar muita atenção no mesmo, buscar sentir a pulsação da musica e OLHAR muito para o baterista.

O conjunto contrabaixo e bateria é tão importante que até tem nome próprio: é conhecido como "cozinha", e é necessário que este conjunto soe sempre coeso e entrosado.

Na cozinha o baixista é o elo de ligação entre as partes rítmicas e harmônicas; em uma banda fazemos o “meio campo” entre o baterista e o guitarrista, por isso é muito importante ser eclético, mente aberta e atencioso.

Um baixista de rock precisa ser muito seguro na sua execução rítmica; mesmo estilos como classic rock, hard rock, punk e heavy metal - que são conhecidos pelas suas famosas linhas “retas” (duas ou quatro notas por tempo, sem pausas) - o baixo forma a base e a massa sonora da banda. Se esta base estiver inconstante, a banda soará sem uniformidade.

Já estilos como pop, samba, MPB, bossa e country têm como característica a sincronização precisa das linhas de baixo com o bumbo da bateria.

Os estudos com metrônomo são fundamentais para que o “timing” rítmico fique apurado, consequentemente fazendo com que o baixista desenvolva constância em sua execução e suas linhas formem uma base segura e sólida para o resto da banda.

Passos importantes para se obter bons resultados rítmicos

1 – Alterne sempre os dedos da mão direita;
2 – Abafe as cordas corretamente;
3 – Estude SEMPRE com o metrônomo;
4 – Foque primeiramente na clareza e limpeza das notas, depois se importe com velocidade e virtuosismo;
5 – Ensaie separadamente com o baterista.

Já na parte harmônica, nós baixistas devemos estudar teoria musical com a mesma intensidade e dedicação que um guitarrista, violonista ou pianista estudam; conhecer as notas no braço do baixo e o domínio sobre formação de acordes e escalas são fatores determinantes na formação de um bom baixista.

Dicas que ajudam no desenvolvimento harmônico

1 – Memorize as notas no braço do baixo;
2 – Conheça e decore os intervalos entre as notas;
3 – Estude acordes como tríades e tétrades;
4 – Entenda a formação e decore as escalas Maior e Menor;
5 - Conheça as escalas Pentatônicas.

Peço para quem gostou deste conteúdo que acompanhe nosso curso de baixo aqui no Clube do Músico, onde abordo todos os tópicos acima e muito mais, inscreva se.

Abraço galera !!!

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário