Usando um pedal de guitarra no send return do seu amplificador

Vamos conversar um pouco sobre como usar um pedal de guitarra no send return ou loop de efeitos.

Muita gente não faz ideia do que é ou para que serve essas entradas e saídas no amplificador. Vamos abordar aqui as formas clássicas de utilização deste recurso e você vai ver que não se trata de um bicho de 7 cabeças. Vamos lá?

Como insertar um pedal de guitarra no “loop de efeitos” e pra que serve o Send / Return.

Basicamente, um loop de efeitos é uma entrada / saída que permite insertar efeitos entre a seção de pré-amplificador e a seção de potência de um amplificador. Então posso adicionar qualquer efeito de pedal lá? Sim, porém existem efeitos que soam melhor no input e outros no loop.

Nessa imagem abaixo da pra ter uma ideia do que soa melhor no input e dos efeitos que geralmente são colocados no estágio de send e return:

pedal de efeito send return[

Originalmente os amplificadores não possuíam um loop de efeitos só permitindo que os efeitos fossem colocados em uma única cadeia de sinal, diretamente no Input. Esta forma de ligação funciona perfeitamente, se você utiliza este único canal como o seu timbre limpo e os pedais de overdrive e/ou distortion antes do pré amplificador, pois você tem como controlar o ganho diretamente no pedal e controlar o que vem antes ou depois da sessão de drives, sendo a forma mais simples e comum que encontramos hoje, a maioria utiliza essa forma e está feliz com ela.

O problema é, quando você tem um amplificador com 2 canais, um limpo e um canal a parte para drive/distorção que é gerado no próprio circuito do amplificador.

Efeitos como delay e reverb e de modulação, como chorus, flanger e phaser, tendem a soar mais natural quando colocados depois do pré de drive aí que entra o loop ou send/return, todos esses efeitos serão colocados no estágio de loop, e quando vc trocar o canal do amplificador para o canal limpo esses efeitos não serão afetados também, eles estarão lá para os 2 canais.

Realmente preciso colocar um  pedal de guitarra no loop?

Cabe a você definir e decidir se precisa. Minha sugestão é, se você usa poucos pedais, e utiliza apenas o canal limpo do amplificador, ligue tudo no input, inclusive o seu pedal de overdrive ou distortion preferido, lembrando que geralmente delay, reverb, modulações entram depois dos drives.

Agora se realmente seu amplificador tiver um bom canal de drive, ele vai soar bem melhor do que um pedal, então chegou a hora de você começar a testar quais pedais soam melhores no loop / send & return, não tenha preguiça de testar, você pode se surpreender com o resultado.

Bom pessoal, espero ter conseguido tirar alguma dúvida sobre esse assunto, e assim como tudo que envolve timbre quem manda é o seu ouvido, então se algo soa bem pra você continue utilizando da forma que está, agora o interessante é sempre buscar novas formas de ligações e configurações para o seu timbre.

Neste vídeo, além de eu mostrar o meu set de pedais, eu ensino no passo a passo como ligar os efeitos no send e return do amplificador.

RECEBA AULAS GRATUITAS DO CURSO DE SETUP DE PEDAIS DE GUITARRA:
serie-de-videos-setup-de-pedais-para-guitarra-clube-do-musico
Grande abraço.

– André Curci.

1 Resposta

  1. André, já faz muito tempo que só tenho usado pedaleira e como nunca tive um amplificador realmente decente nunca usei o send return. atualmente tenho uma POD HD 400 e tenho curiosidade de saber se essa função funcionaria bem (ou melhor) do que o input já que a hd 400 tem algumas simulações bastante interessantes mas ainda não pude testar essa opção.. o que me diz?

Deixe um comentário