5 características positivas de um líder de banda forte.

-

5 características positivas de um líder de banda forte .

Qualquer equipe com um bom líder perseguirá objetivos com mais energia e executará tarefas com maior eficiência. Assim, enquanto houver pessoas com um objetivo comum, deve haver líderes.

No entanto, os tipos de liderança variam conforme o ambiente da equipe e o tipo de objetivos que perseguem.

Hoje focaremos na liderança em projetos criativos. Certas habilidades e mentalidades são necessárias, e tê-las ou não é o que separa um líder de orquestra ruim de um forte.

Neste artigo, examinaremos tornando um líder de banda eficaz.

Aprenderemos como eles criam estratégias, se comunicam e se comportam para obter os melhores resultados com um grupo de músicos.

E qual é o melhor resultado?

Uma equipe sincronizada trabalhando em direção a um objetivo comum com entusiasmo e energia compartilhados.

1. Um líder de banda forte faz com que todos os membros se sintam vistos e ouvidos.

Começa com a conexão. Bons líderes de banda trabalham ativamente para criar fortes laços emocionais com os membros de sua banda.

Onde há uma conexão real e autêntica, a confiança se desenvolve e, quando há confiança, os membros se sentem seguros e protegidos para compartilhar seus pensamentos e ideias honestas.

LEIA:  20 maneiras de ganhar dinheiro como músico.

Quando todas as ideias estiverem na mesa, eles podem começar a negociar a sincronicidade.

Um bom regente é um bom ouvinte.

Fazer os membros da banda se sentirem ouvidos e compreendidos é fundamental para negociar um ponto de vista sincronizado, mas também pode evitar alimentar ressentimentos.

Rancores ocultos conseguem separar grupos se não forem tratados, portanto, um líder de banda eficaz os impede ativamente de aparecer em primeiro lugar.

2. Um líder de banda forte incentiva os membros a darem o melhor de si.

Esses tipos de líderes ajudam os membros a alcançar seu potencial por meio de uma abordagem personalizada.

Eles sabem que um tamanho não serve para todos. Por estarem muito dispostos a ouvir e entender, e muitas vezes por tentativa e erro, eles aprendem como trabalhar com diferentes membros.

Você descobrirá o que te move. Pode ser o endosso de um colega respeitado, o trabalho inspirador de outro artista, um comentário online de um fã, um simples agradecimento, um pequeno presente, um instrumento novinho em folha… você tem algo para todos, o segredo do sucesso.

Você investirá sua energia e tempo no desenvolvimento de seu talento.

3. Líderes de banda fortes são obcecados por crescimento.

Líderes bem-sucedidos sempre priorizam o crescimento e fornecem o máximo de feedback possível: elogiam onde é devido, criticam onde melhorias podem ser feitas e incentivam para garantir que os membros aprendam coisas novas ao longo do tempo.

Eles são genuinamente apaixonados, até um pouco obcecados em alcançar seu potencial. Sua busca pela grandeza não é apenas impressionante, é contagiante.

4. Condutores fortes são “centrados no membro”.

O egocentrismo é um rótulo inadequado para um líder, embora muitas vezes seja rotulado como tal.

LEIA:  5 dicas sobre como compor para outras pessoas.

Os líderes às vezes usam suas posições de poder para esmagar as opiniões dos outros, mas um líder de bando eficaz nunca agirá em nome do grupo sem primeiro consultá-los.

Eles discutirão com o grupo antes de tomar uma ação ousada.

No processo, eles serão humildes: bons líderes aceitam a possibilidade de que seus pontos de vista possam ser falhos e, ao pedir a opinião de sua equipe, eles também permitem que suas próprias ideias sejam contestadas.

Eles sabem que nem sempre estão certos e podem aprender com os outros no grupo. Eles não apenas flertam com a possibilidade, eles a consideram um fato.

5. Bons condutores acreditam no trabalho em equipe.

A segregação de funções permite que cada membro da equipe sinta que tem um papel importante na sustentação do projeto.

Ao incluir a nós mesmos, estamos essencialmente atribuindo valor. Algumas responsabilidades típicas do líder de banda incluem manter a disciplina, fornecer soluções para problemas, prever resultados futuros e garantir a sustentabilidade do projeto.

Líderes inteligentes não assumem essa grande responsabilidade sozinhos.

Eles veem cada membro da banda como um recurso valioso que pode ajudar em várias áreas.

Eles não estão sozinhos, não sobem no pódio e gritam ordens. Líderes fortes compartilham estrategicamente o fardo proverbial.

Dica extra: Um líder de banda poderoso dá um soco.

Líderes de banda eficazes entendem e abraçam a imprevisibilidade de projetos criativos.

Eles entendem que os compositores passam por períodos de seca e quebram as cordas do violão.

Espere que os fotógrafos se esqueçam de trazer baterias sobressalentes para suas fotos, e quando o JJ’s Rock Bar tem um sistema de PA que remonta a 1867, eles têm um ás na manga.

LEIA:  7 dicas de como tocar na Igreja.

Eles esperam o melhor, mas se preparam para o pior. Eles se adaptam para sobreviver e levam os membros da equipe a fazer o mesmo.

Ingredientes ativos

Ao liderar projetos criativos, liderar significa acreditar. Líderes eficazes compreendem, admiram e respeitam a visão da banda e lideram com entusiasmo, mas também com sensibilidade e fluidez.

Eles são acessíveis, motivacionais, inspiradores, altruístas, engenhosos e adaptáveis… esses são os ingredientes que tornam a mistura potente.

E aí, gostou deste artigo sobre como se tornar um líder de banda melhor?

Então deslize a tela para baixo e confira mais dicas como esta e não se esqueça de compartilhar com os amigos!

Quer mais dicas sobre o mundo da música e dos instrumentos? Então confira alguns dos nossos artigos em:

clube do musico
clube do musico
O clube do músico é uma idéia criada por uma turma de amigos de longa data, que colocaram o seu knowhow em música e ambiente online, para criar um conjunto de idéias e soluções únicas na área musical. André Curci é músico profissional, guitarrista profissional, produtor musical, sideman, professor de música há mais de 30 anos, bem como empreendedor no mercado musical. Como guitarrista profissional, hoje atua nas bandas de trabalho autoral Statues on Fire e Euphúria. André toca guitarra, violão e contrabaixo. Daniel kroll é um designer por formação, empreendedor de coração e músico, baterista por paixão. Especializou-se em Neuromarketing Digital e hoje dedica-se a trabalhos voltados a tecnologia de ponta e educação a distância.

Posts recentes:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Comentários recentes