Pedal True bypass, preciso de um?

-

Com certeza você já ouviu o termo True bypass, certo?

Mas o que é?

Quais as vantagens e desvantagens?

Pedal True bypass, preciso de um?

Imagine um fio conectado da entrada (jack de input) do pedal diretamente na saída do mesmo (jack de output), ou seja, quando o pedal está desligado (bypass), o sinal da guitarra passa direto da entrada para a saída do pedal, sem desperdiçar o sinal no processamento.

Isso define um pedal true bypass.

Este seria o mundo perfeito correto?

O problema é que nem sempre utilizamos apenas pedais True Bypass em nosso set.

Como descobrir se o seu pedal é true bypass?

A melhor forma é vc se certificar de que o pedal está sem bateria, e sem a fonte conectada, ou seja, sem energia nenhuma, você liga sua guitarra no input do pedal, e o output no seu amplificador, acione e desligue o pedal.

Caso o sinal de guitarra passar direto, podemos concluir que o seu pedal é True Bypass 😀

O conceito é simples: os pedais True Bypass conectam o instrumento diretamente ao amplificador ou ao próximo pedal, ignorando o circuito, ou processamento digital, quando o pedal está desligado, tornando o sinal do instrumento mais “saudável”.

Alguns pedais mais antigos “True Bypass” podem apresentar um problema.

Ele pode gerar um POP, ou estalo no falante do seu amplificador ao ser acionado.

Isso pode ser corrigido com a troca da chave de acionamento do pedal, por chaves mais novas e correções feitas no circuito do pedal, para isso se você não tem conhecimento de eletrônica, é muito importante procurar um profissional para execução da tarefa.

LEIA:  Como fazer boost com pedal overdrive

O MXR Dynacomp é um exemplo de um pedal True Bypass:

Mas e os pedais que não são True Bypass? Como eles funcionam?

O outro sistema de acionamento, que é usado, por exemplo, nos pedais da Boss, é chamado de Buffer.

Geralmente o acionamento é silencioso, porém o sinal continua sempre passando por dentro do circuito do pedal, o buffer implementado neste tipo de pedal.

Ele é como se fosse um pré-amplificador que promete calcular e compensar esse “desperdício” de sinal.

Os pedais da marca BOSS são um exemplo de possuir o sistema Buffer:

É muito comum hoje em dia ter pedais dos dois tipos em uma pedalboard, eles convivem bem.

Veja na imagem abaixo como exemplo a pedalboard do guitarrista Paul Gilbert, pedais True Bypass e Buffer convivendo harmoniosamente:

Pedal True bypass preciso de um 1

Fiz um vídeo explicando sobre o funcionamento dos pedais, inclusive mostrando uma chave de acionamento usada na construção dos pedais.

clube do musico
clube do musico
O clube do músico é uma idéia criada por uma turma de amigos de longa data, que colocaram o seu knowhow em música e ambiente online, para criar um conjunto de idéias e soluções únicas na área musical. André Curci é músico profissional, guitarrista profissional, produtor musical, sideman, professor de música há mais de 30 anos, bem como empreendedor no mercado musical. Como guitarrista profissional, hoje atua nas bandas de trabalho autoral Statues on Fire e Euphúria. André toca guitarra, violão e contrabaixo. Daniel kroll é um designer por formação, empreendedor de coração e músico, baterista por paixão. Especializou-se em Neuromarketing Digital e hoje dedica-se a trabalhos voltados a tecnologia de ponta e educação a distância.

Posts recentes:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Comentários recentes